• Casa do Miradouro
  • Casa do Arco da Rua Escura

 
Nome: Casa do Miradouro
Época de construção:
Século XVI
Descrição:

“Apesar das transformações por que naturalmente tem passado, é das poucas casas do século XVI que mais conserva o seu caráter original. O desenho peculiar do portal e o de alguns espaços interiores, bem como dos jardins, deve-se ao mestre italiano, Francisco de Cremona, a mando de D. Fernando Ortiz de Vilhegas, sobrinho de D. Diogo Ortiz de Vilhegas. Esta pertença é atestada pelo escudete cimeiro ao pórtico, impressas que estão as armas dos Ortizes. Monumento de suprema harmonia e virtuosidade, merece especial referência o pórtico, ladeado por pilastras caneladas com capitéis jónicos, separado do varandim por uma arquitrave. Neste segundo elemento repete-se a mesma estrutura, possibilitando a abertura de uma ampla janela geminada, dividida por um elegante colunelo. Anexado ao portão, o brasão dos Melos testemunha a posse desta casa por outras famílias nobilitadas.

A Casa do Miradouro, um dos míticos edifícios da cidade de Viseu, situado junto à Sé, alberga o espólio arqueológico de José Coelho, ilustre intelectual viseense do século XX. 
 Promovida pela Câmara Municipal de Viseu, esta exposição mostra a vida e obra de um dos pioneiros da arqueologia da região. Neste espaço apresenta-se o arqueólogo, o investigador, bem como a coleção arqueológica que ainda hoje é uma referência para o conhecimento da história da região.

 
Nome: Casa do Arco da Rua Escura
Época de construção:
Século XVI
Descrição: Este edifício é um original exemplar de arquitectura do século XVI, uma peculiar edificação que apresenta elementos únicos na sua traça: cornijas, gárgulas, janelas, arco e perfil lavrados ao estilo manuelino.