Ouse descobrir Viseu por si próprio, aventure-se pelas ruas, descubra uma encruzilhada de becos e ruelas, “tropece” num mercado de cores e aromas, “perca-se” por praças com fontes ou descanse num dos convidativos jardins da Cidade Velha, dona de majestosos monumentos e de infindáveis belezas arquitetónicas.

Percurso I

Comecemos pelo Rossio, salão de visitas da cidade. Contemple o edifício dos Paços do Município, passeie no Jardim Tomás Ribeiro e encante-se com o Parque Aquilino Ribeiro, onde encontra a Capela da Srª. da Vitória. Ao lado do Parque, descubra a Igreja da Ordem Terceira de S. Francisco.

Subindo em direção ao Jardim das Mães, aprecie do seu lado direito o Painel de Azulejos, que serve de pano de fundo a esta Praça.

Uma vez no Jardim, poderá observar o Solar dos Mendes, atual sede da Santa Casa da Misericórdia. Siga pela Rua Nunes de Carvalho para observar a Casa do Largo, o Largo de S. Sebastião e a Capela de S. Sebastião. Seguindo, no encontro da Rua Nunes de Carvalho e da Rua Almeida Moreira encontra a Casa do Soar. Transpondo a Porta do Soar, uma das 7 entradas existentes na muralha medieval da cidade, entra no Largo Pintor Gata, onde pode visitar a Capela da Sr.ª dos Remédios e a Fonte do Largo Pintor Gata.

Vá em direção à Sé e demore-se na Fonte da 3 Bicas.

Uma vez no Adro da Sé, deixe-se envolver por edifícios que recordam tempos passados. Visite a Sé Catedral, o Museu de Arte Sacra, o Museu Grão Vasco, o Cruzeiro e a magnífica Igreja da Misericórdia.

Seguindo pela Calçada da Vigia, aprecie a Casa do Miradouro, tomando depois a Rua do Carvalho, ao encontro do Largo Mouzinho de Albuquerque, espaço repleto de História e de histórias. No Largo, encontra o Teatro Viriato e o Solar do Arco. Repouse no Jardim de Santo António ou deixe-se contagiar pelo olhar cabisbaixo, que apela à introspeção, da Estátua do Soldado Desconhecido. Este Jardim deve o seu nome ao antigo convento de Santo António, do qual resta a atual Igreja de Santo António, sendo hoje um jardim sensorial.

Para continuar o passeio só terá de seguir pela Avenida Emídio Navarro, onde, a uma curta distância do Largo Mouzinho de Albuquerque, encontra a Porta dos Cavaleiros, a segunda que resta da antiga muralha medieval, e o Chafariz de São Francisco. No corte com a Rua do Coval descobrirá a Casa da Ribeira, onde poderá “conviver” mais proximamente com as tradições e costumes da região.

Retomando o percurso pela Avenida, encontrar-se-à no Campo Viriato, onde está implantado o Multiusos, que se oferece à cidade nas suas possibilidades de usufruto. No lado Norte deste amplo recinto e depois de transpor a porta de S. Mateus, conseguirá descortinar a Estátua de Viriato, que na sua pose altiva parece guardar a Cava de Viriato, uma zona onde poderá desfrutar do verde da cidade.

Percurso II

Inicie a sua descoberta no Rossio e encante-se com o Parque Aquilino Ribeiro, o Jardim Tomás Ribeiro, os Paços do Concelho, o magnífico Painel de Azulejos e a Igreja de S. Francisco dos Terceiros.

Siga em frente, tome a Rua Formosa e atravesse o Mercado 2 de Maio. Já na Rua do Comércio desemboque na Praça D. Duarte. A estátua que vê é a do rei D. Duarte (Estátua D. Duarte).

Também aí poderá observar a Casa do pintor Almeida e Silva e o Passeio dos Cónegos.

Já avista a grandiosa Sé Catedral? Siga até ao Adro onde poderá visitar os Museus de Arte Sacra e Grão Vasco, a magnífica Igreja da Misericórdia e o Cruzeiro. Volte pelo mesmo caminho, tome a Rua D. Duarte e detenha o seu olhar na lendária Janela Manuelina.

Siga pela esquerda e percorra a Rua Direita para encontrar a Casa da Viscondessa de Treixedo e a Antiga Judiaria. Atravesse toda a Rua Direita, em direção ao Largo Mouzinho de Albuquerque, onde será convidado à meditação pelo olhar introspetivo do Soldado Desconhecido, e onde poderá visitar o Teatro Viriato, a Igreja de Sto. António, o Solar do Arco, a Porta dos Cavaleiros e o Chafariz de S. Francisco.

Tomando a Rua Maria do Céu Mendes, antes de chegar ao Fontelo, observe a Casa do Cruzeiro. Seguindo, atravesse o Pórtico Cruzeiro do Fontelo e já no Parque do Fontelo visite o Solar do Vinho do Dão.

Percurso III

Principie a aventura da descoberta pelo Rossio, atentando nos Paços do Concelho, no Jardim Tomás Ribeiro, no Parque Aquilino Ribeiro, na Igreja dos Terceiros e delicie o seu olhar no admirável Painel de Azulejos.

Tome em frente a Rua da Paz e contemple, no final, o Solar dos Condes de Prime. Seguindo até ao Largo de Sta. Cristina, aprecie a Igreja do Carmo, a Fonte de Sta. Cristina, o Seminário Conciliar ou Maior de Viseu, a Casa das Bocas (na Rua das Bocas), a Casa Amarela, a Muralha, o Cruzeiro, a Estátua do Bispo Alves Martins e a Estátua de Sá Carneiro.

Subindo a Rua Augusto Hilário, vá desembocar na Praça D. Duarte, cujo nome se deve à estátua do Rei que aí vai encontrar.

Deve já vislumbrar a magnífica Sé Catedral, em cujo Adro poderá visitar o Museu de Arte Sacra, o Museu Grão Vasco, a Igreja da Misericórdia e o Cruzeiro. Adiante, merecedora da sua atenção, a Fonte das Três Bicas, antes de alcançar o Largo Pintor Gata. Aí poderá visitar a Capela da N.ª Sr.ª dos Remédios e a Fonte.

Atravesse a Porta do Soar e observe a Casa do Soar. Tomando a Rua Nunes de Carvalho encontrará a Capela de São Sebastião, que dá nome ao Largo onde se encontra. Aí pode também entrever a Casa do Largo e a Cruz. Perto, o Solar dos Mendes, atual seda da Santa Casa da Misericórdia.

A terminar o percurso aprecie o Jardim das Mães e ai repouse da caminhada de descoberta.

Percurso IV

Inaugure a descoberta da Cidade Velha no Parque do Fontelo, onde achará o Solar do Vinho do Dão. Encante-se com a magnificência do Pórtico do Fontelo e depois seguindo pela Circunvalação procure a Cava de Viriato.

Continue até à Casa da Ribeira, onde poderá visitar, exposições relacionadas com o artesanato do município. Tomando a avenida Emídio Navarro, vá até ao Largo Mouzinho de Albuquerque, onde a Estátua do Soldado Desconhecido o convida a relaxar com o seu olhar observador. Visite a Igreja de Sto. António, contemplar o Teatro Viriato, o Solar do Arco, a Porta dos Cavaleiros e o Chafariz de S. Francisco.

Seguindo pela Av. Capitão Silva Pereira, alcance o Largo de Sta. Cristina e descortine a Igreja do Carmo, a Fonte de Sta. Cristina, o Seminário Conciliar ou Maior de Viseu, a Casa das Bocas (na Rua das Bocas), a Casa Amarela, a Muralha, o Cruzeiro, a Estátua do Bispo Alves Martins e a Estátua de Sá Carneiro.

Continuando pela Rua Formosa, antes de encontrar o Mercado 2 de Maio, tome a Rua Direita e seguidamente a Rua Augusto Hilário, chegando assim à Praça de D. Duarte, onde achará a representação do “Eloquente”. Suba até ao Adro da Sé e demore-se a apreciar a Catedral. Visite o Museu de Arte Sacra, o Museu de Grão Vasco e entre para meditar na Igreja da Misericórdia. Descendo, poderá contemplar a Fonte das Três Bicas.

No Largo Pintor Gata, encontra-se a Capela da N. Sr.ª dos Remédios e a Fonte de singela traça.

A Porta do Soar serve de cenário a toda esta envolvência, e depois de a transpor, siga a Rua Almeida Moreira onde poderá visitar a Casa Museu Almeida Moreira.

Daí avista o Jardim das Mães, o Rossio, o Parque Aquilino Ribeiro, onde poderá passear e descontrair-se, depois deste passeio pelos recantos da cidade.