PARTILHAMOS EM …. MARÇO

Setor Adulto

Setor Adulto: É tempo de Poesia

O Dia Mundial da Poesia celebra-se a 21 de março.

Este dia foi criado na 30ª Conferência Geral da UNESCO, a 16 de novembro de 1999, tendo como principal objetivo promover a diversidade do diálogo, a livre criação de ideias através das palavras e a criatividade na forma de ver e compreender o mundo e as coisas. 

O Setor Adulto assinala o Dia Mundial da Poesia apresentando algumas sugestões de leitura da obra poética de escritores de língua portuguesa, com destaque para Luís de Camões, Fernando Pessoa, Herberto Helder, Florbela Espanca, Eugénio de Andrade, Sophia de Mello Breyner Andresen e Cecília Meireles.

 

 
Setor infantil e juvenil

A árvore poética: a infância em ritmo de poesia

Através da poesia a criança entra num mundo de expressão de ideias, sentimentos e emoções. Entra num mundo de sonoridade, encanto musical e ritmado no “jogo” da palavra. criança manifesta interesse pelo ritmo poético e identifica no texto poético a relação entre a palavra e a sua melodia, como um efeito musical. 

O Setor Infantojuvenil destaca o mês da Poesia através da apresentação de poemas infantis e de uma mostra bibliográfica de poesia para crianças.

Ao longo do mês destaca autores portugueses como José Jorge Letria, Manuel António Pina, Luísa Ducla Soares, Álvaro Magalhães, Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Vasco Graça Moura, Antero de Quental, Alberto Caeiro, Carlos Drummond de Andrade, Vinícius de Moraes, Miguel Torga, Maria Alberta Meneres, Mário Castrim, Violeta Figueiredo.

 

Setor Multimédia: música

Édith Piaf (1915 - 1963)

Édith Giovanna Gassion, conhecida por Édith Piaf, cantora francesa reconhecida internacionalmente pelo seu talento no estilo francês da Chanson. O seu canto expressava claramente a sua trágica história de vida.

Foi descoberta em 1935, enquanto cantava na rua, por Louis Leplée, dono do cabaret Le Gerny’s. Louis Leplée iniciou-a na carreira artística e batizou-a de La Môme Piaf (expressão francesa que significa “pequeno pardal”).

Os seus maiores sucessos incluem La Vie em Rose (1946),

Hymne à l’amour (1949), Milord (1959), Non, je ne regrette rien (1960).

Compositor e maestro italiano, responsável pela composição e arranjo de temas para mais de 500 filmes e programas de televisão. É autor das bandas sonoras de filmes como Por um punhado de dólares (1964), Três Homens em Conflito (1966), Era uma Vez no Oeste (1968), Era uma vez na América (1984), A Missão (1986), Os Intocáveis (1987), Cinema Paraíso (1988), Lolita /1997), Maléna (2000), Sacanas sem lei (2009).

Em 2007, Morricone recebeu um Óscar Honorário “pelas suas magníficas e multifacetadas contribuições musicais ao cinema”. Em 2016 ganhou o Globo de Ouro e o Óscar de Melhor Banda Sonora pela música Os Oito Odiados 

 

Setor Multimédia: cinema

Oliver Dahan (1967 - )

Realizador e roteirista francês, licenciado em Artes pela Universidade de Marselha em 1991. Antes de dedicar-se à direção cinematográfica, levou as suas pinturas a várias exposições de arte, realizou vídeos musicais para vários artistas e trabalhou em importantes companhias discográficas.

Iniciou a carreira no cinema com a realização de curtas metragens e clips de televisão.

O filme La Môme (La Vie en Rose), que retrata a vida da

cantora Édith Piaf, sob a sua direção, valeu o Óscar de Melhor Atriz a Marion Cotillard em 2008.

Ao longo da sua carreira, Giuseppe Tornatore formou uma parceria com o compositor Ennio Morricone, autor de bandas sonoras de vários dos seus filmes.

O seu filme O que é isso, companheiro? (1977) foi candidato ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro.