Atividades de Enriquecimento Curricular AEC 
                                                                            
Inglês
Objetivos
 Compreender que existem noutros países crianças que falam outra língua, nomeadamente o Inglês;
 Fomentar a consciência da necessidade de contactar com povos de outras Línguas através de uma Língua universal, a Língua Inglesa;
 Proporcionar o contacto com a Língua Inglesa de uma forma lúdica e desprendida;
 Conhecer outros hábitos de carácter cultural;
 Fomentar a consciência e o apreço pelos valores característicos de outros povos;
 Reconhecer o vocabulário utilizado na aula, numa primeira fase, oralmente e posteriormente desenvolver competências a nível da escrita;
 Utilizar esse vocabulário no contexto adequado.

Música
O ensino musical, tal como o ensino de outras formas de arte, é indispensável no desenvolvimento pessoal, social e cultural dos alunos. Estas formas de saber articulam a imaginação, razão e emoção, trazendo novas perspetivas em relação a vivências no seu quotidiano.
Na sequência das competências essenciais para o ensino artístico, enunciadas no Currículo Nacional do Ensino Básico, a prática do canto constitui a base da Expressão e Educação Musical no 1º Ciclo. É uma atividade de síntese na qual se vivem momentos de profunda riqueza e bem-estar, sendo a voz o primeiro "instrumento" que as crianças vão explorando, conhecendo e dominando. Na expressão corporal, de uma forma espontânea ou nos jogos de roda e nas danças, formas mais organizadas do movimento e as crianças desenvolvem potencialidades musicais.
Os objetivos, os conteúdos e as atividades foram elaborados de acordo com as Orientações Programáticas do Ensino da Música no 1º Ciclo do Ensino Básico, da Associação Portuguesa de Educação Musical.

Outras Atividades
 Fomentar a promoção da educação para os valores e para o desenvolvimento da cidadania;
 Incentivar o uso de novas Tecnologias de Informação e Comunicação;
 Dinamizar espaços para a reflexão, o diálogo e a partilha de experiências;
 Estimular o trabalho cooperativo;
 Promover a aprendizagem, proporcionando um crescimento cognitivo e afetivo de partilha, criando assim também momentos lúdicos entre os alunos.

Atividade Fisica e Desportiva
Objetivos
 Desenvolver o nível funcional das capacidades motoras dos alunos;
 Melhorar a realização das habilidades motoras nos diferentes tipos de atividades, conjugando as suas iniciativas com a ação dos colegas e aplicando corretamente as regras;
 Promover o desenvolvimento integral do aluno, favorecendo o reforço da oferta educativa numa perspetiva interdisciplinar e integrada com as restantes aprendizagens escolares;
 Fomentar a aquisição de hábitos e comportamentos de estilos de vida saudáveis que se mantenham na idade adulta, contribuindo para o aumento dos índices de prática desportiva da população portuguesa;
 Fomentar o espírito desportivo e do fair-play, no respeito pelas regras das atividades e por todos os intervenientes.


Colaboração com Associações Locais

As Associações de Pais e de Encarregados de Educação, a Federação Regional de Associações de Pais, e as Associações de Solidariedade Social, têm dado um relevante contributo para a melhoria do bem-estar dos nossos Alunos.
Desde o fornecimento de refeições ao prolongamento do horário, estas Entidades têm auxiliado, de forma inestimável, a melhorar as condições essenciais ao bom desenvolvimento do processo ensino/aprendizagem.

• Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Mundão
• Associação de Pais e Encarregados de Educação da EB 1,2 de Marzovelos
• Associação de Pais e Encarregados de Educação do Jardim de Infância de Vildemoinhos
• Associação de Pais e Encarregados de Educação do Jardim de Infância de Marzovelos
• Associação de Pais e Encarregados de Educação do Jardim de Infância de S. Salvador
• Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Primária de Santiago
• Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Jardim de Infância de Gumirães
• Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do 1.º CEB e J.I. de Barbeita
• Associação de Pais e Encarregados de Educação do 1.º Ciclo e Jardim de Infância da Póvoa de Sobrinhos
• Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola do 1.º Ciclo e Jardim de Infância do Viso
• Associação de Pais do Jardim de Infância de Rio de Loba
• Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Agrupamento de Vil de Soito
• Associação de Pais da Escola N.º 1 – Ribeira
• Associação de Pais e Enc. de Ed. do 1.º CEB n.º 2 de Repeses - Jugueiros
• Associação de Solidariedade Social da Freguesia de Abraveses
• Associação Sócio Cultural, Desportiva e Recreativa de Gumiei
• AMOS – Associação de Moselos
• Associação Sócio Cultural, Desportiva e Recreativa de Lustosa
• Associação de Solidariedade Social “As Costureirinhas” de Cavernães
• ASSOPS - Associação de Passos de Silgueiros
• Balsa Nova – A. S. C. D. R.
• Associação Social, Cultural e Recreativa “Os Amigos de Fragosela”
• Associação de Solidariedade, Social, Recreativa e Desportiva da Freguesia de Vila chã de Sá
• Associação Abelhinhas de Vila D’um Santo
• Agrupamento de Escolas de D. Duarte – Vil de Soito
• Agrupamento de Escolas de Abraveses
• Agrupamento de Escolas de Marzovelos
• Agrupamento de Escolas do Viso
• Agrupamento de Escolas de D. Luís de Loureiro - Silgueiros
• Associação de Solidariedade Social, Cultural, Recreativa e Desportiva de Figueiró
• Associação de Solidariedade Social de Farminhão
• Associação Desportiva, Cultural, Recreativa, Social Corvoense
• Associação Recreativa, Cultural e Ecológica de Folgosa
• Associação de Atividades Tradicionais Cavalhadas de Vildemoinhos
• Associação Cultural, Social e Recreativa de Santiago
• APPACDM - Associação Portuguesa de Pais e Amigos dos Cidadão Deficiente Mental
• APCV – Associação de Paralisia Cerebral de Viseu
• Centro Social da Paróquia de Boa Aldeia
• Centro Social de Bodiosa
• Centro Social, Paroquial do Campo
• Centro Paroquial de Povolide
• Centro Social da Paróquia de Torredeita
• Centro Social Cultural, Desportivo, Defesa do Ambiente e Património de Orgens
• Centro Social, Cultural, Recreativo e Desportivo de S. Martinho
• Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Ranhados
• Fundação Joaquim dos Santos
• HARC – Henriquina Associação Recreativa e Cultural
• Santa Casa da Misericórdia
• Obras Sociais da Câmara Municipal de Viseu e Serviços Municipalizados


Fruta Escolar

A Câmara Municipal de Viseu apresentou ao Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP) uma candidatura ao Regime da Fruta Escolar (RFE), portaria n.º1242/2009, de 12 de Outubro, tendo a mesma sido aprovada.
O objetivo do RFE é promover hábitos de consumo de alimentos benéficos para a saúde das populações mais jovens. Neste sentido, o Município deu início à distribuição de fruta (maçã, pera, tangerina e clementina) e a elaboração de Medidas de acompanhamento no início do mês de Fevereiro, a todos os alunos das Escolas do 1º Ciclo do Concelho.