Em 2019, a Gastronomia Tradicional conquista as Festas Populares de Viseu

 

Viseu, “Destino Nacional de Gastronomia”, celebra a Festa das Freguesias, Marchas Populares e Cavalhadas de Teivas e Vildemoinhos, de 14 a 24 de junho. 

A Festa das Freguesias, as Marchas dos Santos Populares e as Cavalhadas de Teivas e Vildemoinhos voltam à cidade-jardim, nos dias 14 a 24 de junho, para mais uma edição das tão aguardadas Festas Populares de Viseu

O programa, ideal para todos os públicos, comunica a identidade das diferentes freguesias e mostra aos viseenses e visitantes a autenticidade da cultura popular tradicional. Ao longo destes dias, a tradição espelha-se na gastronomia, na música e na dança. 

“As Festas Populares são uma montra de cultura tradicional e social da região. São os doces, petiscos e vinhos que tão bem caracterizam o coração da Beira Alta, não esquecendo os talentos criativos que inspiram toda a população”, evidencia o Presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques, na apresentação pública da iniciativa, que contou também com a presença do Vereador da Cultura e Turismo, Jorge Sobrado. 

A Festa das Freguesias instala-se no Parque Aquilino Ribeiro, nos dias 14, 15 e 16 de junho, celebrando a sua 19ª edição. Neste primeiro dia, ao final da tarde, pelas 19H30, a tradição, sonoridades, dança e cantares típicos invadem a cidade no desfile etnográfico, momento que marca o arranque da festividade. 

Ao longo destes dias, o Parque recebe uma exibição da diversidade e riqueza das tradições da região através da iniciativa “De Freguesia em Freguesia”. Nesta mostra estão representadas todas as freguesias de Viseu, as quais expõem uma seleção de produtos tradicionais, sejam eles de artesanato, de gastronomia ou de enologia, sem esquecer a vertente patrimonial, natural e histórica do território. 

Esta celebração proporcionará 3 dias repletos de música, dança, animação infantil, teatro, sabores e aromas tradicionais, trazidos ao centro da cidade por 40 grupos do concelho, ao longo de 27 horas de atividades.  

No ano em que Viseu é “Destino Nacional de Gastronomia”, não poderia faltar uma edição renovada do Concurso “Sabores & Aromas Tradicionais”. Durante a tarde de sábado, a partir das 16H30, as diferentes freguesias competem pelos melhores petiscos doces, salgados e vegan. O concurso será avaliado por um grupo de jurados composto pelo Chef Diogo Rocha, pelo Chef Diogo Pereira e pelo historiador e antropólogo Alberto Correia. 

A grande novidade da Festa das Freguesias foca-se no fabrico, por parte da emblemática Confeitaria Amaral, de um Viriato Gigante para pelo menos 200 pessoas. Este mostra-se como um tributo à doçaria de Viseu. 

Da Festa das Freguesias às Marchas dos Santos Populares, a noite de sábado espera muitos espectadores. Pelas 21H30, mais de 700 marchantes atravessam o Rossio e a Avenida 25 de Abril. Este ano, entre grupos infantis, juvenis e seniores, são 9 os grupos a concurso que, entre outros temas, entoarão o “hino” oficial da noite, dedicado à Gastronomia, da autoria e composição de Manuel Ribeiro Rodrigues, vencedor do Concurso “Marcha Viseu 2019”. 

Mais de 1300 pessoas terão lugares reservados para assistir ao cortejo. Junto ao Rossio, serão disponibilizadas bancadas com capacidade para 500 lugares sentados e, ao longo do percurso, existirão mais 800. Para além disso, pessoas com mobilidade condicionada têm lugar numa área reservada, próxima à Fonte Luminosa. 

Logo no dia seguinte, são divulgados os vencedores e entregues os prémios aos melhores grupos marchantes, no Parque Aquilino Ribeiro, pelas 18 horas. As classificações serão atribuídas pelo júri, composto pelo historiador Alberto Correia, pela pianista Ana Pinto, pela cantora Cristina Aguiar e pelo representante do Conservatório Regional de Música João Paulo Sousa. 

Cumprindo o costume, as seculares Cavalhadas de Teivas e Vildemoinhos destacam-se na programação das Festas Populares de Viseu. Estas apresentam-se como uma manifestação de tradição e cultura, que conta com um apoio de 35 mil euros no âmbito do programa VISEU CULTURA. A Gastronomia é a temática que vai ser enfatizada nos carros alegóricos e em todos os elementos que constituem o corso. Em ambos os desfiles, junto ao Rossio, uma bancada será disponibilizada para os espectadores.  

As Cavalhadas de Teivas ocupam o centro da cidade a partir das 15 horas de domingo, dia 16. O tema oficial é a “Gastronomia em Viseu”, sendo que o desfile traz à rua 11 carros, entre carros alegóricos tradicionais e artísticos. 

Diversos subtemas estarão representados nos carros, entre os quais a imaginação e o mundo de fantasia infantil, a consciencialização para os desperdícios alimentares, o tratamento das vinhas e a elaboração do vinho, o pastoreio das ovelhas e o fabrico do queijo. O encerramento das Cavalhadas de Teivas contará com a presença de diversos grupos, dançando a famosa “Morgadinha” e tocando fanfarras, bombos e concertinas. 

Já no dia de São João, 24 de junho, as Cavalhadas de Vildemoinhos desfilam também pela zona central da cidade, ao longo da manhã, iniciando o seu cortejo pelas 9 horas. Dedicadas, também, à gastronomia local, onde a broa de Vildemoinhos é rainha, a temática foca-se nas “Memórias e Sabores”. 22 carros alegóricos serão exibidos, onde 14 são tradicionais e 8 artísticos. 

Este ano é feito um tributo à GNR, pelo seu centenário em Viseu, podendo o público assistir ao percurso histórico da instituição, através de uma mostra de veículos, desde as bicicletas aos carros elétricos. 

Entre os dias 21 e 25, Vildemoinhos estará em festa e, no dia 21, a programação será inteiramente dedicada à cultura. Nesse dia, o grupo etnográfico “As Tricanas de Vildemoinhos”, projeto que surge no âmbito da linha Revitalizar do programa VISEU CULTURA com um apoio de 5 mil euros, sobe ao palco. O Rancho Folclórico do Mundão, que apadrinha o evento, e a Infantuna darão música e animação à festa. 

Toda a programação disponível em www.visitviseu.pt.