“O muro onde a sombra persiste” vence Prémio de Poesia Judith Teixeira 

 

Luís Aguiar é o autor da obra de poesia premiada. Livro será publicado pela Edições Esgotadas

Já é conhecida a obra vencedora do Prémio de Poesia Judith Teixeira. “O muro onde a sombra persiste”, da autoria de Luís Aguiar, é a primeira obra de poesia a ser galardoada pela Câmara Municipal de Viseu e pela Editora Edições Esgotadas, no âmbito do prémio de poesia instituído em maio deste ano.

Ao autor, residente em Águeda, será entregue um prémio monetário no valor de 3 mil euros pela Câmara Municipal e a sua obra será publicada pela Edições Esgotadas. A cerimónia de entrega de prémios e a apresentação pública do livro decorrerá ainda no primeiro semestre de 2017, em data a anunciar.

Durante o período de candidaturas, que encerrou a 30 de setembro, a Câmara Municipal recebeu 24 obras de poesia. O júri considerou que os trabalhos entregues “demonstraram ser de elevada qualidade literária/poética e com uma qualidade de escrita verdadeiramente invulgar”.

O Prémio de Poesia Judith Teixeira visa distinguir, bienalmente, uma obra de poesia, escrita em língua portuguesa, homenageando o nome e o legado da poetisa viseense. O objetivo desta parceria visa igualmente incentivar a criação literária e promover o acesso à edição das obras por parte dos seus autores.