Município de Viseu recebe garantia de reforço de efetivos da PSP e de vigilância em Paradinha

Presidente da Câmara reuniu hoje com Ministra da Administração Interna

Na reunião realizada esta tarde com a Ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, recebeu do Governo a garantia de um reforço de efetivos da Polícia de Segurança Pública (PSP) de Viseu a partir do mês de Julho, tendo em vista incrementar a capacidade operacional no concelho e operações de patrulhamento.

Não foram avançados para já números relativos a esse reforço, esperando o Município informações posteriores sobre este compromisso.

Até à concretização deste incremento de agentes, o Município de Viseu manterá os compromissos financeiros assumidos para a disponibilidade de brigadas e o funcionamento de turnos de patrulhamento da PSP no Centro Histórico, revendo os acordos a partir de então. Conforme é público, o serviço gratificado contratado pelo Município à PSP, de modo a ver colocada na zona antiga da cidade uma equipa de vigilância em períodos noturnos da semana e fins-de-semana, importa num custo mensal de 3000 EUR.

Por outro lado, o Presidente da Câmara recebeu também na reunião de hoje informações sobre a evolução recente da segurança no concelho, tendo confirmado a descida da generalidade dos indicadores de criminalidade em 2016 face a 2015.

Ainda assim, e tendo em vista dar resposta a alguns focos críticos, Almeida Henriques recebeu o compromisso de um reforço das operações de vigilância em pontos mais problemáticos, no curto prazo, nomeadamente no bairro e envolvente de Paradinha, na União de Freguesias de Repeses e São Salvador, tendo em vista a dissuasão de fenómenos de insegurança.

Para o Presidente da Câmara, “sendo Viseu um concelho seguro para viver, com baixos índices de criminalidade, é urgente conservar uma perceção de segurança evidente e dar resposta aos focos problemáticos sentidos pelas populações”.

Na audiência, a Ministra da Administração Interna incentivou o Município a avançar com um projeto de videovigilância que abranja quer o Centro Histórico da cidade, quer a envolvente de bairros considerados críticos. Neste contexto, é intenção da Câmara acelerar a elaboração e apresentação desse sistema.