No Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, Viseu lança o seu Polo Arqueológico Municipal

Pedro Abrunhosa, a Diretora Geral do Património Cultural, Paula Silva, e a Diretora Regional de Cultura do Centro, Suzana Menezes, são alguns dos oradores confirmados 

Na próxima quinta-feira, dia 18 de abril, o Município de Viseu assinala o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios com um debate público onde apresentará o “Polo Arqueológico de Viseu”. 

O encontro tem lugar às 14H30, na Pousada de Viseu, e será um dos momentos marcantes das comemorações nacionais desse dia. Consulte aqui o programa completo. 

A iniciativa conta com a participação do Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, da Diretora Geral do Património Cultural, Paula Silva, e da Diretora Regional de Cultura do Centro, Suzana Menezes. 

Pedro Abrunhosa, músico natural da região de Viseu e cidadão com participação pública ativa nas áreas do património e da cultura, é um dos convidados especiais do debate, que será moderado pelo jornalista David Pontes, juntando ainda à mesma mesa os arqueólogos Joel Cleto, Catarina Tente e Pedro Sobral e o coordenador científico do projeto VISEU PATRIMÓNIO Raimundo Mendes da Silva. 

Ainda antes, o Vereador da Cultura e Património do Município de Viseu, Jorge Sobrado, apresentará o projeto do “Polo Arqueológico de Viseu”, a instalar na Casa do Miradouro. No mesmo painel, a arqueóloga Gertrudes Branco fará um retrato sobre a “gestão da salvaguarda arqueológica em espaço urbano de Viseu”. 

Para além da função de reserva arqueológica, o polo será desenvolvido com base num conjunto de outras valências tais como um serviço técnico de acompanhamento de intervenções arqueológicas, um gabinete de apoio à investigação, um centro de documentação e biblioteca especializada e um serviço de mediação cultural e valorização museológica. 

Para o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, “a criação deste serviço representa um forte avanço na política de defesa e promoção do património cultural local e é um exemplo inovador no contexto regional e nacional.” 

Jorge Sobrado sublinha o carácter “estratégico e estruturante” da iniciativa. “Ela confere à arqueologia em Viseu um estatuto de primeira importância e cria uma resposta estruturada aos desafios atuais da gestão de património”, remata. 

A participação é livre e gratuita mas carece de inscrição através do e-mail Este endereçod e email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou do telefone 232 425 388.