COVID-19: Águas de Viseu adotam desconto de 15% para consumos em abril, maio e junho de 2020 a todos os clientes

  1. No início do ano de 2020, a Águas de Viseu –Serviços Municipalizados, seguindo as exigências da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) e de normativos comunitários, procedeu à alteração dos tarifários, mas apenas no que respeita às taxas de saneamento e disponibilidade. O preço da água em Viseu não aumentou. Por outro lado, aqueles clientes que não consumiam água mas utilizam o saneamento (esgotos e tratamento de águas residuais), passaram também a contribuir com a taxa desse serviço, em pé de igualdade com todos os outros e no respeito pelo princípio do utilizador – pagador.
     
  2. Estas alterações foram implementadas no mês de fevereiro, pelo que se compreende que se repercutam de forma mais evidente na última fatura, sobretudo nos casos em que tenha havido lugar a leituras nos contadores (realizadas pela Águas de Viseu), que se traduziram em acertos na faturação.
     
  3. Esta quinta-feira, 2 de Abril, a Câmara Municipal aprovou um pacote de medidas de apoio às famílias, empresas e instituições no âmbito da crise da pandemia do Coronavírus: o pacote “VISEU AJUDA +”. Entre essas medidas, está a atribuição de um desconto de 35% sobre os valores dos consumos de água e saneamento a quem demonstre ter passado a auferir 66% (ou menos) do seu rendimento, enquanto tal situação se mantiver.
     
  4. Por outro lado, no mesmo pacote de medidas, permite-se o pagamento faseado das faturas de Março, Abril e Maio de 2020, até 12 meses e sem juros, para famílias com quebra comprovada de rendimentos, desde que solicitado junto da Águas de Viseu – Serviços Municipalizados.
     
  5. Como medida adicional extraordinária, e tendo em vista para esbater o esforço das famílias e empresas no atual contexto social e económico, o Município irá aprovar a aplicação de um desconto de 15% sobre os valores de consumos nas faturas de Abril, Maio e Junho. (Esse desconto é cumulativo ao desconto de 35% atribuído a famílias com quebra comprovada de rendimentos de pelo menos 33%).
     
  6. Adicionalmente, mantêm-se em vigor os tarifários especiais para famílias carenciadas e famílias numerosas.
     
  7. Importa ter presente que uma gratuitidade dos consumos de água e saneamento colocaria em sério risco a sustentabilidade de todo o sistema e a sua qualidade, criando prejuízos incomportáveis para todos. Por outro lado, abriria a porta a consumos desregulados e irresponsáveis de um bem muito escasso, como os viseenses sabem melhor do que ninguém: a água.
     
  8. Finalmente, a Águas de Viseu – Serviços Municipalizados apela aos munícipes para que efetuem a comunicação do seu consumo todos os meses, para evitar acertos resultantes de leituras das contagens reais.