Mais de 50 artistas e três mil visitantes passaram pela incubadora de indústrias criativas de Viseu

Coletivo CAVA dinamizou programa intenso de ações de criação, formação e apresentação, a par do acolhimento de outros projetos artísticos

Ao cabo de pouco mais de um ano de atividade, o coletivo CAVA (constituído pelos artistas Luís Belo, Carlos Salvador, Inês Flor, Graeme Pullyen, Sónia Barbosa e Bruno Pinto) e a empresa de touring cultural EON – Indústrias Criativas, radicados na Incubadora de Indústrias Criativas do Centro Histórico de Viseu, situada nas ruas do Comércio e D. Duarte, realizaram mais de 60 iniciativas culturais e artísticas gratuitas, de criação, formação e animação, naquela infraestrutura, como contrapartida pela sua instalação.

Nessas atividades e projetos participaram mais de 50 artistas em trabalho ou residência e mais de três mil visitantes e espetadores, resultados que excedem em muito os compromissos e expectativas iniciais. As contrapartidas fixadas nos acordos de cooperação com o Município não apenas foram cumpridas, como excedidas, multiplicadas nalguns casos por dois e, noutros casos, por três.

Os devidos relatórios e planos de atividades foram entregues aos serviços da Câmara Municipal e realizadas reuniões de acompanhamento com o Vereador da Cultura.

Os resultados obtidos permitem ainda testemunhar, um ano depois, um incremento positivo na diversificação da oferta cultural e criativa, designadamente nas áreas do teatro, dança e cinema.

Em 2019, realizaram-se oito peças de teatro (com um total de 30 apresentações), 15 oficinas de música, teatro, fotografia, dança e artes plásticas, entre outras, 21 sessões de cinema (com mais de 90 filmes e 40 convidados) e duas exposições (com mais de 20 artistas participantes).

Proporcionar condições para o desenvolvimento e sustentabilidade de um ecossistema criativo e artístico, potenciando a utilização de um equipamento municipal disponível para artistas sem espaço de trabalho próprio, foi um dos principais objetivos desta parceria.

Para 2020, o coletivo CAVA avançou com o anúncio de um programa renovado de atividades,  constituído por oficinas e workshops para bebés, crianças, jovens e adultos, nas áreas da música, das artes plásticas, do teatro, da animação 2D, entre outras: novos espetáculos de teatro, exposições e cinema, entre outras que exploram também, e em particular, a temática da fotografia, em destaque neste ano de 2020.

Também a empresa EON – Indústrias Criativas, numa vertente direcionada para a valorização do património histórico e arqueológico, realizou, em parceria com o Polo Arqueológico, diversos roteiros e visitas guiadas ao longo do ano, nomeadamente alusivos ao período megalítico e romano, pela cidade e concelho. Assegurou ainda a digitalização integral dos Cadernos Arqueológicos José Coelho, ficheiros já entregues ao Município. Para 2020, a empresa anuncia novas atividades, especialmente relacionadas com ações de formação, conferências temáticas nas áreas do Património, roteiros e visitas guiadas.