Em 2020, património histórico e arqueológico de Viseu vai ser explorado em ciclo de conferência 

 

“Conferências VISEU PATRIMÓNIO” são uma iniciativa do Polo Arqueológico e do Museu de História da Cidade. Arqueóloga Catarina Meira protagoniza primeira conferência, esta quarta-feira, dia 29

“Fora das muralhas de Viseu: o sítio arqueológico do Quintal” é o nome da primeira conferência de um ciclo anual, intitulado “Conferências VISEU PATRIMÓNIO”, que o Polo Arqueológico de Viseu e o Museu de História da Cidade dinamizam em parceria, para o ano de 2020.

Este primeiro encontro tem lugar esta quarta-feira,, dia 29 de janeiro, pelas 17H30, no Polo Arqueológico, na Casa do Miradouro. Marcam presença nesta estreia o Vereador da Cultura e Património, Jorge Sobrado, e a Coordenadora Científica do programa municipal VISEU PATRIMÓNIO, Catarina Tente.

A apresentação estará a cargo da arqueóloga Catarina Meira, que irá abordar os resultados mais recentes da sua investigação de doutoramento sobre Viseu, entre os séculos IV e XI, em particular do sítio arqueológico do Quintal, localizado junto à Igreja de São Miguel do Fetal, e a sua relação com a história e identidade do concelho.  

“Esta zona é uma das mais antigas de Viseu, uma vez que se manteve durante séculos como uma das principais saídas da cidade e que, tal como revelam os materiais arqueológicos, permaneceu ativa durante a Alta Idade Média, tendo-se posteriormente tornado na mais reconhecida área cemiterial, em redor da Igreja de São Miguel”, revela a autora no resumo da sua tese.

Ao longo do ano, mensalmente, diversos especialistas e oradores são convidados a apresentar e debater ideias ou projetos relacionados com o património histórico e arqueológico, que poderão ser alusivos a investigações em curso na cidade, a monumentos ou vestígios específicos, a técnicas e métodos de investigação, entre outros temas.

Este ciclo de conferências é dirigido a toda a comunidade, de entrada gratuita, e está previsto que decorra todas as últimas quartas-feiras do mês, pelas 17H30, ou na Casa do Miradouro ou no Museu de História da Cidade, na rua Direita. Para este primeiro trimestre do ano, estão ainda previstas conferências com os arqueólogos Pedro Sobral e Pedro Carvalho, cujas temáticas serão anunciadas em breve.

Recorde-se que, quando instituído, em abril de 2019, o Polo Arqueológico de Viseu passou a assegurar, entre outras valências, o aconselhamento e acompanhamento especializado de intervenções arqueológicas, nomeadamente de iniciativa municipal, e um plano de valorização museológica, integrado no projeto do Museu de História da Cidade.

Para mais informações, está disponível aos interessados o email Este endereçod e email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. e o número de telefone 232 425 388.