PARTILHAMOS… JULHO

Setor Adulto
Carlos Ruiz Zafón (1964-2020)


Considerado o escritor espanhol mais vendido depois de Cervantes, foi com a tetrologia Cemitério dos Livros Esquecidos que iniciou uma carreira literária de sucesso.

Foi guionista e trabalhou em publicidade até 1992. Decidiu desde então dedicar-se exclusivamente à literatura com a publicação de títulos infantojuvenis como O Palácio da meia noite (1994), As Luzes de Setembro (1995) e Marina (1998).

Com o romance A Sombra do Vento rapidamente se transformou num fenómeno literário internacional. A sua narrativa cruza ficção e realidade, mistério e fantasia, mostrando-nos os segredos e labirintos de uma Barcelona gótica, literária e tenebrosa.

As obras de Ruiz Zafón foram traduzidas em mais de quarenta línguas e conquistaram numerosos prémios e milhões de leitores.

Em 2006, recebeu o Prémio Correntes d’Escritas.

Carlos Ruiz Zafón faleceu prematuramente aos 55 anos de idade, a 19 de junho de 2020.

 

                        “Cada livro, cada volume que você vê, tem alma.

A alma de quem o escreveu, e a alma dos que o leram, que viveram e sonharam com ele.”

                            In “A Sombra do Vento”

 

 

Setor infantil e juvenil
Escritores nascidos no mês de julho 
Mia Couto  

                                                                                                                                                                                                                                                                                                           

 

António Emílio Leite Couto, de pseudónimo Mia Couto, nasceu na Beira, Moçambique, a 5 de julho de 1955. Adotou este nome porque tinha uma paixão por gatos e porque o irmão não sabia pronunciar o seu nome. 

Foi jornalista e professor e é, atualmente, biólogo e autor de poesia, crónicas, romances e contos, incluindo contos infantis. Considerado um dos escritores mais importantes de Moçambique, é o escritor moçambicano mais traduzido. A sua carreira foi galardoada com diversos prémios literários, entre os quais o Prémio Vergílio Ferreira (1999) e o Prémio Camões (2013).

 

 

 

        “Não esqueças, patrão. A riqueza é como o sal: só serve para temperar” 

                                                                                  In “Terra Sonâmbula”

 

 

J. F. Rowling  

Autora da série de livros bestseller Harry Potter, J. F. Rowling viu a sua obra homenageada com diversos galardões, incluindo a Order of the British Empire pela prestação dada à literatura infantojuvenil e o Prémio Hans Christian Andersen. Além da carreira literária, a autora é fundadora da Lumos, uma organização que tem como objetivo a criação de melhores condições de vida para as crianças desfavorecidas.

Harry Potter, a sua personagem mais famosa, sopra as velas no mesmo dia do aniversário da autora, no dia 31 de julho.

 

“Não precisamos de magia para mudar o mundo, já possuímos todo o poder que precisamos dentro de nós mesmos. Temos o poder para imaginar o melhor.”

                                                                               

Setor Multimédia: cinema
Jean-Pierre Jeunet

Jean-Pierre Jeunet, cineasta e roteirista francês, nascido a 3 de setembro de 1953 em Le Coteau, ficou conhecido pelos filmes O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, Delicatessen, a Cidade das Crianças Perdidas e Alien – A Ressureição. Os seus filmes acrescentam elementos do fantástico à realidade, dando relevância ao acaso quotidiano e a sua obra traz sempre um pouco de humor infantil, mesmo nos filmes de terror.

Ao longo da carreira conseguiu três nomeações ao BAFTA de Melhor Filme Estrangeiro

e ao César de Melhor Argumento, por Delicatessen (1991), “Le Fabuleaux Destin

d’Amélie Poulain” (2001) e “Un long dimanche de fiançailles” (2004).

 

 

 

Setor Multimédia: cinema
Yann Tiersen

Yann Tiersen, músico de vanguarda, multi-instumentista e compositor francês de origem judaica com raízes belgas e norueguesas, nascido em Brest a 23 de junho de 1970.

Compõe para piano, sanfona e violino. A sua música aproxima-se de Erik Satie e do minimalismo de Steve Reich, Philip Glass e Michael Nyman. Tornou-se internacionalmente conhecido ao compor a banda sonora de filmes como O Fabuloso Destino de Amélie Poulain e Good Bye, Lenin!

De formação clássica, voltou-se para a vertente rock já na idade adulta

 

 

Personagem cinéfila de….Roald Dahl
Danny, o Campeão do Mundo

 

 

Roal Dahl, nascido em 1916 e falecido em 1990, foi um escritor britânico, filho de noruegueses. Atingiu notoriedade na década de 1940 pelas suas obras para adultos e crianças e tornou-se um dos escritores mais aclamados do mundo, traduzido em várias línguas. É conhecido principalmente pelos seus livros infantis e várias das suas obras foram adaptadas ao cinema.

O seu livro infantojuvenil Danny, o Campeão do Mundo foi publicado em 1975.