Município reforça segurança pública no Centro Histórico e contrata reforço à PSP

Patrulhamento será reforçado de segunda-feira a sábado, entre as 22H e as 2H da manhã, e aos domingos, entre as 20H e as 24H

 

O Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, apresentou esta quinta-feira, 6 de Abril, em reunião de Câmara, um conjunto de medidas de reforço da segurança pública no Centro Histórico da cidade, na sequência de ocorrências e queixas recebidas.

Assim, de forma a garantir o reforço do patrulhamento policial do Centro Histórico, a Câmara irá contratar um serviço gratificado da Polícia de Segurança Pública, permitindo colocar no terreno uma equipa de agentes que assegurará a vigilância de segunda-feira a sábado, entre as 22H e as 2H da manhã, e aos domingos, entre as 20H e as 24H.

Este reforço terá um custo mensal de 3000 EUR ao Município.

“O Município está, mais uma vez, a substituir-se ao Estado Central neste papel de segurança pública, ao suportar o custo de um reforço de patrulhamento”, afirma Almeida Henriques. “A segurança dos cidadãos está em primeiro lugar, mas é uma resposta temporária à necessidade já diagnosticada de reforço de meios e efetivos da Polícia de Segurança Pública na cidade, razão que me fez já solicitar uma audiência com a Senhor Ministra da Administração Interna”, esclarece o Presidente da Câmara.

Este policiamento adicional, iniciado no dia de ontem, acresce ao patrulhamento já existente no Centro Histórico que inclui uma patrulha regular das 8H às 20H, 7 dias por semana, e o decorrente do Contrato Local de Segurança firmado com o Município, com ação entre as 18H e as 24H de segunda a sexta-feira, e uma equipa de intervenção rápida de quinta-feira a sábado das 20H às 4H da manhã.

Em curso está também o projeto conducente à instalação de câmaras de vídeo vigilância no Centro Histórico, ligadas à PSP. A primeira fase deverá abranger 17 zonas da cidade, a maior parte das quais no Centro Histórico e na envolvente do Rossio.

Por outro lado, a Câmara Municipal tem também em curso uma revisão das condições de iluminação no Centro Histórico. Foram detetadas anomalias em 39 candeeiros/projetores de iluminação pública, dos quais grande parte já foram corrigidos, prevendo-se até ao final da semana a correção da totalidade das anomalias.

Foram também identificados locais pontuais onde se promoverá o reforço da iluminação, nomeadamente na Rua dos Loureiros, Rua do Gonçalinho e Rua Nossa Senhora da Boa Morte.