Orçamento Participativo reforça segurança no processo de votação

Plataforma online, serviço de SMS e voto presencial garantem a legitimidade do processo. Medidas de segurança evitam fraudes e manipulação de votos

A fase de votação da 2ª edição do Orçamento Participativo arrancou, no passado dia 1 de setembro. São 155 projetos aprovados que os munícipes poderão conhecer e votar até ao dia 30 de outubro.

Seja qual for o meio de votação escolhido, a confidencialidade e legitimidade de todo o processo está assegurada.

A grande novidade desta edição é a votação por SMS, totalmente gratuita. Basta escrever “OP (espaço) número do projeto” e enviar para o número 4305. As votações por mensagem de texto são contabilizadas, apenas quando enviadas por números de telemóveis válidos. Tentativas de geração automática de mensagens serão recusadas pelo sistema.

A nível online, a plataforma www.viseuparticipa.pt bloqueia, igualmente, tentativas de registo com endereços eletrónicos descartáveis ou temporários, associados a black lists existentes. “Re-captcha” é o nome da ferramenta que impede o registo e voto em série por robots informáticos. Somente utilizadores com emails válidos e autenticados poderão prosseguir com o processo de votação.

Para além disso, os munícipes poderão votar, presencialmente, nas assembleias de voto que irão percorrer as 24 freguesias do concelho de Viseu, mediante a apresentação obrigatória do cartão de cidadão ou BI. Contudo, o mesmo processo não implica a quebra de sigilo, garantindo toda a confidencialidade do cidadão e do seu boletim de voto.